Arquivo da categoria: 'Calum Hood'
31
03
Arquivado em: Álbum , Calm , Calum Hood , Notícias

‘CALM’, o novo álbum da 5 Seconds of Summer, mostra uma nova profundidade lírica e emocional da banda – o baixista Calum Hood nos disse que isso aconteceu porque todos eles simplesmente cresceram.

Calum contou para a ABC Audio que grande parte do crédito é do cantor Luke Hemmings, cujas composições, ele diz, “contam a história de um homem que amadureceu ao longo dos anos e que se interessou em aperfeiçoar seu trabalho.”

Além disso, ele observa: “Acho que todos tinham algo a dizer neste álbum, em termos do seu próprio amadurecimento, sobre as pessoas que éramos e como as coisas [pelas quais passamos] nos moldaram, e quem queremos nos tornar no futuro.”

‘CALM’ – o título é um acrônimo das primeiras letras dos nomes dos integrantes da banda – também é muito eclético, com sons acústicos e eletrônicos, além de faixas que lembram os anos 80.

“Ele é bastante caótico em alguns momentos”, ri Calum. “Acho que não tivemos medo de ultrapassar os limites em termos de como um álbum deve soar coletivamente.”

Mas o que une tudo, ele observa, “remonta às nossas raízes australianas.”

“[Estávamos] só tentando criar a melhor [música] que pudêssemos e fazer isso de uma maneira honesta com nós mesmos, com as pessoas que nos apoiaram e com as nossas famílias”, explica ele.

Falando da Austrália, a terra natal da 5SOS está atualmente lidando com a pandemia de Covid-19, logo depois de superar a crise com os incêndios florestais. Calum diz que os australianos não são derrotados facilmente.

“Eu não vou lá desde o início deste ano, na verdade, e meio que vi em primeira mão como isso estava afetando as pessoas”, diz ele sobre o primeiro. “É algo bem difícil de vivenciar. Muitas pessoas sofrendo, mas o problema também uniu todo mundo.”

Fonte: ABC News Radio
Tradução/Adaptação: Fernanda Lima (Equipe 5SOS Brasil)

27
03
Arquivado em: Calum Hood , Notícias

“Isso me deixou muito mais consciente sobre as outras pessoas”, diz Hood sobre o surto de coronavírus.

Você pode contar com a 5 Seconds of Summer para dar novas músicas aos fãs durante esse período tumultuado.

O grupo acabou de lançar seu quarto álbum, ‘Calm’ (estilizado ‘C A L M’) – e Calum Hood espera que suas 12 faixas “possam servir como uma luz positiva” enquanto os fãs praticam o distanciamento social. Ao conversar com a PEOPLE, o baixista do grupo falou sobre o novo álbum e interromper os planos de turnê, enquanto a banda fica em casa devido ao surto de coronavírus.

“Como ser humano, isso me levou a ter mais empatia pelas pessoas que não estão em uma situação tão privilegiada quanto a minha”, diz Hood. “Em termos de bem-estar físico, mental, ou mesmo financeiro. Isso me deixou muito mais consciente sobre as outras pessoas. Eu só espero que [o álbum] sirva como uma coisa positiva. É tudo o que ele pode ser.”

Quanto ao seu tempo livre, o distanciamento social deu ao jovem de 24 anos a chance de tirar o pó de seu toca-discos e ouvir algumas faixas de artistas como Jeff Buckley, David Bowie e Herbie Hancock.

Ele acrescenta que seus colegas de banda, Ashton Irwin, Luke Hemmings e Michael Clifford, têm mantido contato por meio de mensagens de texto e chamadas no FaceTime, mas que “tenta não bombardear todo mundo”, já que agora é o momento ideal para descansar – especialmente Irwin, que reconheceu em um Vídeo no Twitter, no início desta semana, que “começou a ficar doente”.

“Falo com o Ashton quase todos os dias”, diz Hood. “É engraçado, porque na verdade é louco o quanto você não valoriza ‘ver pessoas’. Eu costumava ver esse cara todos os dias.”

“Ele é provavelmente o cara mais saudável que eu já conheci na minha vida”, acrescenta. “Só espero que ele passe por isso ileso. Ele vai ficar bem.”

À medida que Irwin se recupera e o grupo de ‘Youngblood’ se auto-isola, o planejamento da turnê da banda também permanece parado. Eles ainda devem iniciar a ‘No Shame Tour’ na Europa, começando em maio, antes de seguir para a América do Norte durante o outono.

“Tudo está no ar, especialmente com fazer turnês”, explica ele. “Não está no nosso controle. Ainda não sabemos ao certo o que faremos sobre isso, mas quando conseguirmos voltar a ficar em uma sala juntos e conversar, é aí que as decisões serão tomadas.”

Mas, por enquanto, ele está animado para que os fãs comemorem e ouçam o álbum sonoramente diverso que é ‘CALM’. E se ele fosse atribuir uma música a cada integrante, eis quais seriam elas:

Hood seria ‘Wildflower’ porque ele canta na faixa e ela representa sua “natureza tranquila”. Irwin seria ‘Teeth’ por causa da inspiração em bandas como The Cure e Depeche Mode.

“Ashton foi realmente pioneiro nessas influências, trazendo um lado diferente ao nosso estilo de escrever”, diz ele.

Hemmings seria ‘Best Years’ porque ela “resume seu estilo de composição honesto”. E Clifford seria ‘High’, uma vez que a faixa “captura sua diversidade como músico” e é a mais “Beatles-esque” do álbum.

O título do álbum ‘CALM’ descreve o humor geral da banda durante as gravações.

“Havia uma liberdade e confiança dentro de nós mesmos para criar um ótimo álbum, e esperamos que tenhamos conseguido”, diz ele.

Mas o nome também é uma referência aos primeiros nomes dos integrantes da banda (Calum, Ashton, Luke e Michael) – um acrônimo usado na base de fãs do grupo desde o seu início. Com a divulgação do álbum, o grupo teve a chance de se reconectar com seus fãs de uma maneira mais direta.

No início desta semana, Hood e Hemmings fizeram uma live no Instagram e “brincaram” com algumas de suas músicas mais antigas.

“Se estivéssemos lançando um álbum do jeito que realmente fazemos, não teríamos tempo para fazer isso, então é verdadeiramente especial conseguir parar e estar com seus fãs em um momento como esse”, diz Hood.

“Quero dizer, eu esqueci a maior parte das letras de todas as músicas antigas, e eles definitivamente me disseram isso, então eu acho que preciso revisitar a minha discografia”, acrescenta, rindo.

Lançar ‘CALM’ também deu ao grupo a chance de ver o quanto sua própria base de fãs amadureceu desde o seu álbum autointitulado de estréia, que saiu em 2014.

“Honestamente, é louco para caralho”, diz ele. “Você vê como seu jeito de se vestir muda e como seu estilo de música muda, e como eles estão se tornando jovens homens e mulheres confiantes, emponderados e libertos consigo mesmos.”

“É muito legal estar envolvido em uma geração com visão de futuro e ter crescido com eles dessa maneira”, acrescenta.

Junto com o novo álbum, o grupo também estreou uma parceria com o aplicativo Calm, liberando quatro remixes diferentes de músicas do disco que podem servir como uma maneira de se concentrar no autocuidado e na meditação.

“Foi muito importante poder compartilhar esse lado de mim porque, por mais vulnerável que seja, às vezes, é emocionante saber que outras pessoas podem se desenvolver e florescer em um mundo ao qual nunca foram apresentadas” ele diz. “[O autocuidado] definitivamente se tornou mais prevalente na minha vida nos últimos anos, lidando com tudo. É uma coisa importante para mim agora.”

À medida que os fãs curtem as novas músicas da banda, Hood também espera que o álbum sirva como uma maneira de documentar a pessoa que ele é hoje.

“Acho que esse é o objetivo geral”, diz ele. “Ser meio imortalizado dentro da música. Acho que esse disco me registra no início da minha vida adulta, o que seria bom de lembrar quando eu for mais velho.”

‘CALM’ está disponível agora.

Fonte: People
Tradução/Adaptação: Fernanda Lima (Equipe 5SOS Brasil)

02
02
Arquivado em: Ashton Irwin , Calum Hood , Notícias

Ele estreou o marcante cabelo vermelho no dia de Natal.

E parece que a estrela do 5SOS, Ashton Irwin, ainda está se sentindo festivo, enquanto que continua a exibir suas madeixas fluorescentes.

Vestido com um conjunto todo preto, o baterista de 24 anos mostrou seu visual arrojado durante um encontro com o colega de banda Calum Hood, 22 anos, em Los Angeles.


Cinquenta tons de vermelho! Ashton Irwin, baterista do 5 Seconds Of Summer, exibe suas novas madeixas avermelhadas durante café da manhã com o colega de banda Calum Hood, em LA, no fim de semana.


Sporte luxo! As madeixas de Ashton contrastavam com seu conjunto informal, que consistia de leggings por baixo de um calção cinza.

As madeixas de Ashton contrastavam totalmente com seu conjunto informal, consistindo de leggings por baixo de um calção cinza.

Ele também vestiu um moletom preto e completou o visual com um par de tênis confortáveis.

Garantindo que ele permanecesse hidratado, Ashton segurava uma garrafa de água em uma mão e um suco na outra.


Hora de fazer um retoque? Já era possível ver o cabelo natural em suas raízes.


Todos de olho nele! Ashton usava um par de óculos de sol preto.


Domingo divertido! Os dois amigos fizeram uma visita a Joan’s On Third, em Los Angeles, para um bom café da manhã.

Enquanto isso, Calum optou por uma camiseta preta, jaqueta de couro e calça jeans para a ocasião.

Ele também arrasou com um elegante boné e tênis branco enquanto tomava o que parecia ser um café gelado.


Estiloso: Enquanto isso, Calum optou por uma camiseta preta, jaqueta de couro e calça jeans para a ocasião.

Os dois amigos fizeram uma visita ao Joan’s On Third, em Los Angeles, para um bom café da manhã.

A 5 Seconds Of Summer (5SOS) está atualmente aproveitando uma pausa bem merecida após o que foi um dos melhores anos pra banda.

Apesar do pouco tempo na indústria da música, a 5SOS já ganhou dois prêmios ARIA, sete European Music Awards e uma série de outros prêmios.


Calum arrasou com um elegante boné e tênis branco enquanto tomava o que parecia ser um café gelado.

Fonte: Daily Mail Online
Tradução/Adaptação: Laís Batista (Equipe 5SOS Brasil)

10
06

Na segunda-feira, Ray foi enganado por uma das maiores bandas do mundo, a 5 Seconds of Summer.

Os músicos australianos se disfarçaram de “The Summer Brothers”, fingindo ser uma dupla de música country.

Fitzy e Wippa, da Nova 96.9, organizaram tudo e surgiram no estúdio no instante em que os garotos terminaram de tocar uma versão country de “She Looks So Perfect”.

Bem, a brincadeira certamente fez sucesso, já que o programa “The Project” do Channel 10 quis saber como eles conseguiram realizá-la.

Michael Clifford contou que tudo começou quando Ray pediu ingressos grátis para um show da 5SOS e que ele sabia que o apresentador era uma “lenda”.

Clique em PLAY abaixo para vê-los comentando a brincadeira.

Assista a pegadinha abaixo!

Fonte: 2GB
Tradução/Adaptação: Fernanda Lima (Equipe 5SOS Brasil)

Matéria publicada originalmente no dia 30 de maio.

10
06

Eles são uma das maiores bandas do planeta, mas para Ray Hadley, a 5 Seconds of Summer não passava de uma pequena dupla sertaneja tentando iniciar sua carreira.

A Universal Music entrou em contato com Ray para que ele pudesse dar uma chance às próximas grandes estrelas do country, os Summer Brothers.

Acontece que tudo não passava de uma pegadinha de seus colegas Fitzy e Wippa, da Nova Radio.

Apesar deles terem mais de 30 milhões de seguidores nas redes sociais, músicas e álbuns número #1 ao redor do mundo e amigos que incluem One Direction, Nick Jonas e Good Charlotte, Ray não tinha ideia de quem havia entrado em seu estúdio.

Aperte PLAY abaixo para assistir ao vídeo hilário.

Clique em PLAY abaixo para ouvir a pegadinha completa.

Fonte: 2GB
Tradução/Adaptação: Fernanda Lima (Equipe 5SOS Brasil)

Matéria publicada originalmente no dia 28 de maio.

23
03
Arquivado em: Calum Hood , Notícias

Existe um anjo nessa terra e seu nome é Calum Hood! O baixista da 5 Seconds of Summer está ocupado tocando novas músicas e fazendo turnês pelo mundo com seus colegas de banda no momento, porém, quando soube que o cachorro de um fã precisava de uma cirurgia de emergência para remover um tumor, ele não pôde deixar de ajudar.

Uma integrante da #5SOSFam chamada Ashley Garcia criou um “GoFundMe” para arrecadar 3 mil dólares para que sua cachorra de 9 anos, Reyna, que ela chama de sua “melhor amiga”, pudesse fazer a cirurgia que precisa.

“[O veterinário] disse que é um tumor na mama e que ele precisa ser examinado para sabermos se é cancerígeno”, diz a descrição da página de arrecadação. “A tenho há 9 anos e vê-la assim parte meu coração. Eu não posso perdê-la. O médico disse que ela precisa da cirurgia o mais rápido possível. O procedimento custa cerca de US$ 3.000, porque ela também precisa ser castrada. Minha família e eu não temos dinheiro suficiente para arcar com tudo. E eu não posso e não vou correr o risco de perdê-la, ela é minha melhor amiga.”

Ashley recebeu algumas pequenas doações de várias pessoas nas horas seguintes à sua postagem, e então o jovem de 22 anos surgiu na manhã seguinte e doou os US$ 3.000 necessários para cobrir toda a cirurgia.

“Aparentemente Calum doou 3000 dólares para a cirurgia do cachorro de um dos fãs!”
 

Quando a garota percebeu o que Calum fez, sem dizer nada, poderíamos acrescentar, ela ficou compreensivelmente impressionada e incrivelmente grata.

“Eu amo tanto o @Calum5SOS, muito obrigada! Vou manter todos atualizados a respeito das cirurgias dela!”

“Estou chorando, não consigo acreditar nisso, estou tão feliz!”

“Ainda estou chorando por saber que ela vai poder fazer suas cirurgias, graças ao Calum! Não tenho palavras para descrever quão gratos minha família e eu estamos.”

“Muito obrigado, @Calum5SOS!”

“Eu acordei minha mãe para contar a novidade, e ela começou a chorar lágrimas de alegria!”
Calum sempre foi um amante de cães e recentemente adotou uma pequena gracinha chamada Duke, sobre quem ele frequentemente publica nas redes sociais.

Missing my little man.

Uma publicação compartilhada por Calum Hood (@calumhood) em

Embora não seja necessariamente surpreendente que Cal tenha decidido fazer esse ato aleatório de generosidade, isso definitivamente é mais do que reconfortante.

Fonte: Clevver
Tradução/Adaptação: Fernanda Lima (Equipe 5SOS Brasil)

17
06

O festival de música criado pelo Slipknot, Knotfest, é considerado um dos eventos de metal, pois apresenta alguns dos melhores talentos ao redor do mundo de acordo com o líder, Corey Taylor, ele está seriamente interessado em chamar os pop punkers australianos, 5 Seconds of Sumer no futuro.

Participando de um bate bola durante uma entrevista com a The Music em Sydney essa semana, o venerado cantor não tinha nada além de coisas boas para falar sobre a banda de Sydney.

“Sobre eles? Eu conheci o baterista [Ashton Irwin], lembrou Taylor.

“Ótimo garoto. Realmente ótimo garoto. Muito legal e minha sobrinha meio que surtou porque eu o conheci. Foi adorável.

“Ele é um grande fã do Slipknot e eu acho que toda a banda é. Então, nós vamos trazê-los para o Knotfest um ano. Nós estávamos pensando sobre isso. Fuck Yeah.”

Quando perguntado por que os planos nunca aconteceram, o vocalista do Stone Sour respondeu dizendo que a ideia continua na mesa.

“Ainda não, nós ainda estamos planejando isso,” ele disse.

“Ainda vai rolar”.

Taylor contou a The Music na mesma conversa que eles ainda esperam que o Knotfest vá para a Australia, o que ele disse que poderia potencialmente preencher o vazio deixado pelo agora falecido festival Soundwave.

Escute a entrevista complete com Taylor na última edição do The Music Podcast abaixo.

Taylor retornará ao país em agosto com o Stone Sour na turnê de promoção de seu sexto álbum de estúdio, Hydrograd – clique em The Guide para mais detalhes.

Fonte: The Music
Tradução/Adaptação: Equipe 5SOS Brasil

01
06

Na volta da coluna “Hey Everybody!” e da Bea como integrante da equipe do 5SOS Brasil, falaremos sobre nosso assunto favorito no momento… 5SOS NO BRASIL!

Há muito tempo estamos ouvindo o famoso ‘NEXT YEAR’ de Ashton Irwin, já sofremos muito esperando, economizamos e gastamos as essas economias com outras coisas, eu mesma, e hoje me arrependo. Mas finalmente, assistindo ao Jornal Nacional (quem diria!), recebemos a notícia de que 5SOS tocaria no Rock in Rio.

Perguntei para vocês qual foi a reação ao descobrirem a novidade, e agora vamos conferir como a Luna se sentiu.

Eu me lembro de ter acabado de por os pés dentro de casa, quando as notificações do 5SOSBrasil começaram a encher meu celular. Fiquei meio “ok, deve ser today de algum dos meninos”, mas quando vi as palavras “data, show, RiR, Brasil” o meu coração parou.
Minha primeira reação foi sair correndo pela casa (sim, eu fiz isso haha) para ir até meu quarto, e ligar para minha melhor amiga. Ela também é 5SOSFam.
Nós choramos, fizemos planos, até perceber que não iríamos conseguir ir. Somos menores de idade, e mesmo que eu esteja perto de fazer dezoito, minha mãe não ia deixar e muito menos a mãe dela. Então, nós começamos a chorar ainda mais porque não iríamos conseguir ir. Acho que eu me senti tão mal por isso…
Até o dia em que as datas dos outros shows no Brasil acabaram vazando. Eu literalmente SURTEI.
Eu só espero conseguir ir ver meus bebês, e curtir o suficiente.

Fã: Luna
Curadoria: Beatriz Custódio (Equipe 5SOS Brasil)





Atualizações da galeria
Apoio