Arquivo da categoria: '5 Seconds of Summer' Arquivo da tag '5 Seconds of Summer'
11
09
Arquivado em: 5SOS no Brasil , Lista , Notícias

Dizer que o tempo voa nesse fandom não é nenhum exagero, prova disso é o fato de que hoje faz quatro anos desde que a 5SOS pisou pela primeira vez no Brasil. Pensar no aniversário do tão esperado “next year”, sem dúvidas, causa muita nostalgia, principalmente quando lembramos dos momentos marcantes da banda no país.

Para celebrar esse período que deixou uma imensa saudade no coraçãozinho de cada fã, separamos alguns momentos inesquecíveis dos shows que ocorreram nos dias 12, 14 e 15 de setembro de 2017 em Porto Alegre, São Paulo e Rio de Janeiro, respectivamente. Confira!

“You hold me real tight, Porto Alegre”

A expressão “a primeira impressão é a que fica” é muito popular no Brasil. Assim, não é incomum que quando um artista resolve fazer uma visitinha ao nosso país, as pessoas se dediquem muito para fazer com que a experiência seja a melhor possível.

Em “What I Like About You”, o público que encheu o Pepsi On Stage, em Porto Alegre, não decepcionou em mostrar para a 5SOS a razão pela qual os brasileiros são considerados os “melhores fãs do mundo”.

Durante a performance do cover, Ashton fez questão de adaptar a letra para “You hold me real tight, Porto Alegre” e o resultado foi o mais fofo possível!

Troca de instrumentos em São Paulo

“Extra, extra, extra: banda australiana tenta matar mais de cinco mil fãs no Espaço das Américas, em São Paulo”. Bem, essa chamada pode até não ter saído nos jornais, mas vamos combinar que não deixa de ter um pingo de verdade.

Ir ao show da sua banda favorita e saber que eles estão curtindo cada segundo da performance é bom. Agora, quando eles resolvem fazer uma SUPER surpresa – como trocar inesperadamente de instrumentos no meio da apresentação -, é ainda melhor.

Foi exatamente isso que aconteceu na capital paulista! Ashton Irwin e Calum Hood decidiram trocar de papéis por alguns minutos e fizeram uma grande festa no palco. Os fãs, claro, A-D-O-R-A-R-A-M!

Amnesia no Rock In Rio

Todos concordam que a performance da 5SOS no palco mundo do Rock In Rio por si só já foi inesquecível. Todavia, não dá para negar que quando a banda apresentou “Amnesia”, absolutamente tudo foi para um patamar ainda mais mágico.

Considerada umas das queridinhas dos fãs e do grupo, afinal, foi uma das poucas canções não injustiçadas naquela classificação A-B-S-U-R-D-A feita pelo quarteto em uma live realizada no canal do Michael na Twitch, a faixa contou com um altíssimo – e emocionante! – coro.

Bônus: Foto com a bandeira do Brasil

É comum que artistas internacionais ganhem muitas bandeiras do Brasil quando estão no país e tirem fotos para postar nas redes sociais, algo que não foi diferente com a 5 Seconds Of Summer. Entretanto, a banda não ficou apenas na tradicional pose no palco.

Como se não bastasse todos os momentos inesquecíveis proporcionados, os quatros se reuniram em um círculo com o símbolo no meio, o que nos garantiu uma das fotos mais lindas do grupo até hoje! Será que podemos fazer um outdoor em comemoração?

Texto: Larissa Rhouse (Equipe 5SOS Brasil)

11
08
Arquivado em: Álbum , Luke Hemmings , Notícias

Sem dúvidas, uma das coisas mais admiráveis na 5 Seconds of Summer é a liberdade criativa que os integrantes têm dentro e fora da banda. Assim, não é nenhum exagero dizer que quem acompanha Ashton, Calum, Luke e Michael de pertinho vem ganhando – e muito! – ultimamente, especialmente quando se trata de projetos externos.

No último ano, nosso baterista favorito se aventurou no universo solo com o lançamento do “Superbloom” , que tratava sobre suas filosofias internas e caminhada de vida. Agora, é a vez de Luke Hemmings trazer sua própria visão dos últimos anos com “When Facing The Things We Turn Away From” (Ufa!).

Com lançamento previsto para a próxima sexta-feira (13), o álbum contará com 12 músicas e promete emocionar 100% os fãs, afinal, segundo o caçula da 5SOS, a produção permitiu que ele decifrasse os seus 10 anos de carreira na banda. Pensando justamente nisso, separamos algumas das principais coisas que podemos esperar do “WFTTWTAF”. Confira!

Afinal, onde tudo começou?

Para entender melhor sobre a produção do “When Facing The Things We Turn Away From”, o primeiro passo é partir de onde tudo começou. Dessa forma, vamos entrar em uma máquina do tempo até 13 de agosto de 2007, quando o canal “Hemmo1996” foi criado no YouTube.

Percebeu uma certa ligação entre o dia em que o álbum será disponibilizado e o da criação da conta que fez a 5SOS se unir e decolar no universo musical? Coincidência ou não, a data está marcada na história do vocalista e nada mais justo que eternizá-la.

Mas vamos com calma, pois por mais importante que isso seja, o início da carreira não partiu dali… Aproveitando que temos um ex-jogador de futebol na banda (alô, Calum) e ainda embalados pelo “espírito olímpico”, vamos para uma analogia:

Antes de um atleta disputar uma competição, existe o tempo de treinamento. Certo? Pois bem, vamos pensar que Luke também teve esse tempo para se preparar e crescer, publicando seu primeiro cover com apenas 14 anos em fevereiro de 2011.

Quem assistiu esse pequeno jovem de Sydney, capital do estado de Nova Gales do Sul, todo tímido, com certeza não imaginou que atualmente ele estaria comandando arenas lotadas e tocando em alguns dos festivais mais conceituados do mundo. Não é mesmo?

De lá para cá, muita coisa mudou e o Luke que tocava sozinho ganhou três melhores amigos, ou melhor: irmãos, para acompanhar seu sonho de se tornar um músico famoso, subindo aos palcos como o vocalista principal da 5 Seconds of Summer.

Contexto histórico à parte, a banda viveu uma agenda frenética nos últimos anos, parando por obrigação (e proteção) devido ao surto de Covid-19. E foi justamente com esse tempo livre que o nosso eterno “Penguin” conseguiu entender tudo o que mudou na vida do adolescente tímido para o homem que ele é hoje.

O que esperar o “WFTTWTAF”?

Depois de ter uma base sobre onde tudo começou, podemos ir um pouco mais à fundo na produção do álbum e, consequentemente, desvendar um pouco mais sobre o Luke Hemmings que quase ninguém conhece de verdade.

Em “Starting Line”, por exemplo, o cantor cita: “estou perdendo todas essas memórias, talvez elas nunca foram minhas”. Consegue imaginar como é ver sua vida virar de ponta cabeça e nem ao menos conseguir perceber em que momento a mudança realmente começou?

Por mais aterrorizante que isso pareça, Luke conseguiu dar a volta por cima por meio da música:

E só temos a agradecer por isso, visto que ganharemos uma produção honesta e que irá explicar mais sobre o cantor, incluindo seus pensamentos, paixões, medos e anseios. Não só isso, nós também podemos esperar:

1. Depoimentos

Todos sabem que os meninos da 5SOS já passaram por diversas situações prejudiciais à saúde mental, precisando lutar dia após dia contra seus demônios para conseguir se manter em pé. E com “WFTTWTAF” vamos conhecer um pouco sobre essa parte do Luke que não é mostrada na mídia.

Sendo assim, podemos esperar entender melhor quem é Luke Hemmings, mas não o vocalista da 5SOS. No álbum, vamos conhecer o Luke filho, irmão, amigo, noivo, etc. O Luke que só quem conhece de verdade sabe desvendar, a sua intensidade e insegurança, o seu lado mais real.

Vamos ter acesso aos seus sentimentos mais escondidos e a mensagem que suas vivências podem deixar para nós. Por isso, mais do que esperar um depoimento honesto, vamos ter acesso a uma coletânea de músicas que podem transformar nossa forma de lidar com nossos próprios inimigos internos.

2. Homenagens

Vamos combinar que só de bater os olhos na faixa sete do álbum, nomeada de “Mum”, nosso coração já erra as batidas. Isso porque todos os meninos sempre foram muito ligados aos seus familiares e pensar em uma música feita para a “tia Liz” abala nossos emocional.

Se pararmos para analisar, Liz teve um papel direto na trajetória da 5SOS, considerando que ela que acompanhou a banda até eles se tornarem maiores de idade. E todos concordam que ser responsável por quatro adolescentes não é tarefa fácil. Né?

E não vamos limitar as homenagens de “When Facing The Things We Turn Away From” a mamãe Hemmings, visto que Luke já deixou bem claro com “Place In Me” que ele vai falar diretamente com pessoas que ama:

3. Redescoberta

Quando Luke embarcou na estrada com a 5 Seconds Of Summer, ele era apenas um adolescente de 15 anos. É comum que com essa idade as pessoas estejam saindo do ensino fundamental e entrando no ensino médio, dando os primeiros passos para entrar na vida adulta.

Porém, ele não teve tempo para “começar a caminhar”, estando exposto aos holofotes antes mesmo de completar 18 anos. A pressão “para se tornar alguém”, “não errar”, “ser exemplo”, etc, não vinha só de familiares e pessoas próximas, mas de milhões e milhões de fãs todos os dias.

Quem gosta de um bom clichê e já assistiu “StarStruck: Meu Namorado é uma Superestrela” sabe bem do que estou falando, especialmente quando pensamos na cena em que Christopher Wilde diz que todos esperam algo dele. E isso acontece com todas as celebridades, as teens mais ainda.

Ao falar de “Motion”, Luke destacou que ela é sobre uma época em que sentia que as vozes em sua cabeça não eram suas e que seu senso de realidade parecia turvo. Dessa maneira, podemos esperar 100% que “When Facing The Things We Turn Away From” seja uma redescoberta e reconexão com seu próprio eu!

Texto: Larissa Rhouse (Equipe 5SOS Brasil)

13
06

Assista abaixo a participação que a 5SOS fez no programa Ask Anything Chat em 2015, com legendas!

O vídeo foi publicado originalmente no nosso canal no YouTube.

Clique nos links a seguir caso os players não funcionem: um | dois

5SOS Describe Each Other With Their Song Titles (Legendado PT-BR):

5SOS Interactive Chat With Romeo (Legendado PT-BR):

20
09

Assista abaixo a participação da 5 Seconds of Summer no quadro Hashtags: #FallSongs do programa Tonight Show Starring Jimmy Fallon com legenda!

O vídeo foi publicado originalmente no nosso canal no YouTube.

Clique aqui caso o player não funcione

5 Seconds of Summer Hashtags FallSongs (Legendado PT-BR):

18
08

Assista abaixo a primeira entrevista presencial da 5 Seconds of Summer com o apresentador norte-americano Ryan Seacrest em 2014 e a surpresa que Luke fez para a cantora Bea Miller.

Os dois vídeos foram disponibilizados originalmente no nosso canal no YouTube.

Clique nos links a seguir caso os players não funcionem: um | dois

5SOS’s First In Studio Interview! On Air with Ryan Seacrest (Legendado PT-BR):

Luke Surprises Bea Miller On Air with Ryan Seacrest Legenda (PT-BR):

16
08
Arquivado em: Notícias

A 5 Seconds of Summer (5SOS) tem algumas parcerias com artistas incríveis, incluindo Julia Michaels e Charlie Puth. Nós escolhemos as melhores.

Sabemos que os meninos são mais do que capazes sozinhos, mas às vezes a química fica ainda melhor quando eles se juntam a outros músicos.

#5 “Girls Talk Boys” – parceria com a Teddy Geiger

Embora hoje em dia trabalhe mais com o Shawn Mendes, Teddy Geiger ajudou a 5SOS a criar essa canção funky que lembra os anos 80. Na época do lançamento, a linha de guitarra chiclete e o riff animado mostraram que os meninos estavam prontos para entrar no pop. A bateria firme e a mistura entre o baixo groovy e as guitarras representaram um verdadeiro oposto em relação ao “Sounds Good, Feels Good”. Geiger não canta nem aparece no clipe da música, mas sua participação é notável e a faixa que faz parte da trilha sonora de “Ghostbusters” soa tão divertida quanto parece.

#4 “Take What You Want” – parceria com a banda One Ok Rock

Tecnicamente, a 5SOS é a convidada nessa canção da banda One Ok Rock, e não é segredo que os cantores de “Youngblood” são obcecados pela cultura japonesa.

A parceria passa pelo rock alternativo, o emo e chega ao pós-hardcore. Dá até para imaginar Luke Hemmings deitado no chão enquanto gravava essa canção, sofrendo ao recitar “take what you want, take what you want, and go.”

#3 “Who Do You Love” – parceria com o The Chainsmokers

Novamente, é a 5SOS quem participa da canção, dessa vez com o The Chainsmokers, levando o seu pop-punk ao encontro do ritmo eletrônico. Você já tentou cantar “now, now, who do you, who do you love, love (yeah)” no karaokê sem perder o fôlego? Sim, é difícil!

Aqui conseguimos ouvir mais dos vocais de Michael Clifford em comparação com as músicas anteriores da banda.

#2 “Easier” – parceria com o Charlie Puth

É ‘easier’ manter essa faixa no segundo lugar do ranking ou é ‘easier’ deixa-la subir para a primeira posição? No fim das contas, o encontro entre Charlie Puth e Luke Hemmings trouxe uma batalha de falsetes com uma letra que mostra a dificuldade de escolher entre terminar ou permanecer em um relacionamento. A canção é um pop carregado de sintetizadores, algo esperado depois que você ouve a música com o The Chainsmokers.

#1 “Lie To Me” – parceria com a Julia Michaels

O riff de guitarra solitário no início já diz tudo. Essa parceria mostra os dois lados da história, com a voz áspera de Julia Michaels nos lembrando que um relacionamento tem dois pontos de vista. Ela harmoniza muito bem com Hemmings na ponte e no refrão, e traz sentimentos que clamam para serem compreendidos.

A maneira como a cantora sutilmente mudou a letra de “while I’m cleaning up your mess, I know he’s taking off your dress” para “while he’s taking off my dress, I know she’s laying on your chest” é genial.

Fonte: Don’t Bore Us
Tradução/Adaptação: Fernanda Lima (Equipe 5SOS Brasil)

01
08
Arquivado em: Notícias

A revista Rolling Stone publicou no dia 24 de julho um artigo em que sua equipe compartilha as suas canções feitas por boy bands favoritas. Confira a publicação completa aqui e leia abaixo a tradução do trecho em que a 5 Seconds of Summer é mencionada:

49 – O single de estreia da 5 Seconds of Summer (também conhecida como 5SOS), ‘She Looks So Perfect’, soava como um encontro entre o Blink-182 e a Avril Lavigne – caso os artistas se transformassem em um quarteto de roqueiros galãs australianos.

Embora o grupo tenha ficado famoso depois de abrir turnês do One Direction, eles rapidamente se distanciaram de qualquer estereótipo de ‘boy band’ com essa homenagem barulhenta às ‘roupas íntimas da American Apparel’ e ‘names tattooed in an arrow heart’.

Embalada por guitarras marcantes, bateria forte e um refrão chiclete, a faixa rapidamente se tornou uma das músicas características do grupo, seja no palco, diante de milhares de fãs, ou em um karaokê na frente de dezenas de estranhos bem depois do horário de funcionamento.

Tradução/Adaptação: Fernanda Lima (Equipe 5SOS Brasil)

15
07
Arquivado em: Notícias

O site da revista Billboard publicou nessa terça (14) um ranking com os melhores discos feitos por boy bands nos últimos anos, segundo sua equipe de editores.

Leia-o na íntegra aqui e confira abaixo a tradução do trecho em que a 5 Seconds of Summer é mencionada:

13. 5 Seconds of Summer, “5 Seconds of Summer” (2014)

A história: O álbum homônimo de estreia da 5 Seconds of Summer deixou claro que o quarteto não era apenas mais uma “boy band” sem originalidade. O disco combinou letras doces e açucaradas com riffs de guitarras ousados e vocais pop-punk, criando um som próprio que rapidamente os levou ao estrelato.

O clássico: Claro, a American Apparel teve seus altos e baixos, mas o imaculado hit n°24 da Hot 100 “She Looks So Perfect” ainda faz fãs desmaiarem com a ideia de “ficarem perfeitas” vestindo as roupas íntimas dos meninos.

O corte profundo (refere-se a uma música que apenas os verdadeiros fãs conhecem/apreciam): “End Up Here” é a canção de amor de verão feita para viagens de carro e noites com os amigos. E, claro, não há nada melhor do que ouvir um grupo de galãs australianos cantando sobre se apaixonar pelo Nirvana e o Bon Jovi. – Rania Aniftos

Tradução/Adaptação: Larissa Rhouse (Equipe 5SOS Brasil)





Atualizações da galeria
Apoio