NO ‘REMOTE ACCESS’, O GUITARRISTA EXPLICA COMO A BANDA MANTEM CONTATO DURANTE O ISOLAMENTO

Em uma era de auto-isolamento e quarentena, é muito importante saber como nossos amigos estão e nos conectarmos. Isso vale também para os artistas que têm se distanciado socialmente assim como nós e estão fazendo shows e hangouts online, criando seus próprios talk shows e… bem, é sobre isso que conversaremos com eles no ‘Remote Access’.

Se há uma época apropriada para um álbum chamado ‘CALM’ ser lançado, ela é agora – e a 5 Seconds of Summer foi a banda que fez isso. Os roqueiros australianos lançaram seu quarto álbum, seu projeto mais ambicioso até o momento, no mês passado, mas em vez de entrar na estrada para tocar as novas faixas, eles ficaram em quarentena em casa colaborando com os esforços para impedir a disseminação da COVID-19. Felizmente, isso não reduziu completamente a sua programação. Na semana passada, a 5SOS lançou o videoclipe criativo de ‘Wildflower’, um pedaço ensolarado de pop psicodélico para o qual eles deram vida usando uma tela verde transportada entre suas casas. A filmagem foi complementada com animações encantadoras que evocam um notável sentimento de união, apesar dos integrantes Calum Hood, Ashton Irwin, Luke Hemmings e Michael Clifford terem feito as gravações em lugares completamente diferentes.

“‘Wildflower’ tem um propósito muito maior do que ficar só sentado em uma sala”, disse o guitarrista da 5SOS, Clifford, à MTV News. “Foi legal transmitir isso; tipo, veja o que você consegue fazer, mesmo trancado em casa.”

Abaixo, Clifford nos conta como essa aventura em tela verde aconteceu e o que mais ele tem feito em casa – desde os programas que assiste compulsivamente e o álbum que ele não para de ouvir, até como tem sido manter contato com os seus companheiros de banda.

MTV News: Onde você tem passado seu tempo ultimamente?

Clifford: Estou passando meu tempo em Los Angeles, na pequena humilde morada que tenho aqui. Na verdade, algumas pessoas diferentes estão morando comigo no momento e, coincidentemente, elas moravam aqui antes da quarentena começar, então todo mundo está preso aqui agora.

MTV News: É verdade que uma dessas pessoas é Andy Deluca, que dirigiu o vídeo de ‘Wildflower’?

Clifford: Sim! Andy Deluca, nosso diretor de criação. Temos um lyric video de ‘Wildflower’, que foi feito usando stop motion com vários tipos diferentes de flores dispostas em círculos que iam mudando. Isso foi feito aqui, e o vídeo oficial de ‘Wildflower’ que acabamos de lançar foi feito com uma tela verde no quintal. Filmamos as minhas imagens e as do Calum aqui e, em seguida, Kat, que nos ajuda, levou a tela verde para a casa do Luke e a namorada dele o filmou; ela (Kat) então levou a tela para a casa do Ashton e a namorada dele o filmou. O clipe foi filmado em três lugares diferentes.

MTV News: Vocês quatro nunca gravaram um videoclipe em lugares separados e em horários diferentes, certo? Como foi para você filmar inteiramente sozinho?

Clifford: É estranho. Geralmente, quando você filma um videoclipe, tem um fundo, você sabe como é a cena e qual é a vibe da filmagem. Mas quando você está em frente a uma tela verde, não tem ideia de qual será o resultado até que todo o material seja editado. Então você tem que confiar nos seus outros colegas de banda e acreditar que eles também farão uma boa performance. Ou talvez não uma performance; talvez eles tenham cachoeiras saindo das suas axilas, algo que eu vi pela primeira vez no vídeo e ficou muito legal.

MTV News: Agora que vocês fizeram esse vídeo e viram o que é possível fazer quando todos estão trabalhando de lugares diferentes, você imagina a banda fazendo mais desse tipo de coisa? O que mais vocês estão pensando em fazer de maneiras diferentes?

Clifford: Eu acho que tem sido um teste legal para bandas e artistas ter que fazer as coisas em suas próprias casas. Eu sinto que isso incentivou todo mundo criativamente, mas eu mentiria se dissesse que não estou ansioso para estar no mesmo lugar que todo mundo novamente e realmente poder tocar instrumentos e sentir a presença da banda. Tem sido interessante tentar ultrapassar os limites de como se conectar com as pessoas [quando] a única opção é a internet. Estamos acostumados a voar fisicamente para outros países, tipo ‘oi, estamos todos aqui’.

MTV News: Quanto a banda tem conversado e se conectado ultimamente?

Clifford: Trocamos mensagens o dia inteiro. Obviamente, acabamos de lançar um álbum, por isso estamos sempre trocando mensagens. É surpreendente o quanto temos conversado – você não esperaria isso de uma banda que existe há oito anos. Você não esperaria que conversássemos todos os dias, mas surpreendentemente fazemos isso. Somos inseparáveis, eu acho. Pro bem ou pro mal.

MTV News: Você mencionou que a banda existe há cerca de oito anos. Quando você pensa no ‘CALM’, você acha que o álbum mostra um lado diferente da banda que talvez seus fãs não tivessem visto antes?

Clifford: Para nós este álbum é tão diferente de tudo o que fizemos antes, mas também é tão familiar. Eu acho que esse álbum é meio que um reconhecimento do lugar de onde viemos, do sucesso que já fizemos e dos fãs que nos acompanham há bastante tempo. Queremos ter certeza de que há músicas que eles gostem, mas também estamos sempre avançando, tentando nos atualizar e mantendo as coisas interessantes para nós, assim como para as outras pessoas. Este é provavelmente um dos meus discos favoritos da banda porque tem um pouco de tudo.

MTV News: ‘Wildflower’ é uma daquelas músicas que definitivamente mostra uma 5SOS diferente. Existem outras músicas no ‘CALM’ que você acha que melhor ilustram o que você disse sobre a evolução do som da banda?

Clifford: Quero dizer, ‘Wildflower’ é uma música que, se alguém tivesse tocado para mim no início da carreira da banda, eu teria pensado: “Como é que vamos lançar isso? É a música mais estranha do mundo…” Acho legal estarmos em um ponto em que podemos lançar coisas assim. Até uma música como ‘Easier’, que é uma faixa pop sentimental e sombria. Acho que temos a sorte de estar em uma posição em que podemos ser super versáteis e lançar o que quisermos, e isso faz sentido porque sempre fomos muito multifacetados em nossa carreira. Já tivemos tantos sons e influências diferentes que [os estilos de faixas como ‘Wildflower’ e ‘Easier’] são meio que inquestionáveis. E isso é interessante tanto para os fãs quanto para a banda. É legal que outras pessoas possam ouvir o disco sem saber o que esperar dele.

MTV News: Eu posso imaginar o quanto você está ansioso para tocar essas músicas ao vivo algum dia, espero que em um futuro não muito distante. Enquanto isso, você toca música em casa?

Clifford: Nós temos tentado descobrir algumas maneiras legais de continuarmos a tocar juntos como banda enquanto estamos todos em quarentena em casa, mas é difícil. Honestamente, a maior luta é o wi-fi. O Calum tem o pior, mas também o melhor wi-fi – tipo, o lugar em que ele fica tem o pior wi-fi, mas o quarto ao lado tem o sinal mais rápido da casa. O meu é bem ruim o tempo todo. Por isso, é difícil tentar criar uma maneira de tocarmos juntos sem que haja problemas com a latência. Obviamente, estamos muito ansiosos para entrar na estrada novamente e eventualmente tocar as novas músicas. Espero que as coisas voltem ao normal em breve e que possamos nos reunir e ensaiar, como nos bons velhos tempos de alguns meses atrás. Fazer turnês é uma parte importante das nossas vidas e uma grande parte do que faz essa banda prosperar e o que nos conecta com os nossos fãs.

MTV News: De que outra forma você tem exercitado a sua criatividade em casa? Algum projeto criativo em que você está trabalhando?

Clifford: Tem sido difícil porque estou tentando encontrar um equilíbrio entre ser produtivo e aproveitar esse momento de ‘uau, finalmente tenho um minuto para mim e posso realmente respirar e viver’. É uma época estranha de auto-reflexão para todo mundo. Mas me comprometi em ser produtivo com a minha saúde física; estou me exercitando e tomando sol muito mais, o que é… tenho certeza que existem pessoas por aí que me conhecem muito bem e sabem que eu e o sol não nos damos bem e que nunca fomos amigos. Tenho feito corridas e caminhadas, o que é bem estranho para mim. Tudo isso é novo para mim e é ótimo. Agora eu entendo por que as pessoas fazem essas coisas.

MTV News: No campo da cultura pop, o que você tem visto? Algum programa bom que você esteja assistindo ou música que esteja ouvindo?

Clifford: Acabei de assistir The Witcher. Eu sou obviamente um grande nerd e grande fã de videogames, e adorei. Também assisti The Morning Show, achei muito bom. Quer saber? Parece estranho, mas eu tenho tentado não ouvir tanta música. Eu meio que escolhi esse momento como o meu tempo para ficar longe da música por um minuto. Honestamente, o único álbum que eu ouvi consistentemente foi o ‘CALM’. Fico com ele no repeat algumas vezes e nem percebo. Eu escuto essas músicas há um ano, então é estranho ter ele finalmente lançado e poder abrir as faixas e ouvi-las no Spotify. É um sentimento diferente.

Fonte: MTV News
Tradução/Adaptação: Fernanda Lima (Equipe 5SOS Brasil)

Compartilhe esse post:
Você pode gostar de ler também

Deixe seu comentário



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *



Atualizações da galeria
Apoio