Matt Healy, vocalista do The 1975, não tem filtro, e seus comentários controversos já o colocaram em problemas antes – desde implorar para Justin Bieber “parar de falar sobre coisas sem importância” até admitir que se sentiria “castrado” se namorasse uma mulher poderosa como Taylor Swift. Mas apesar das tentativas de se esclarecer e admitir que tem uma tendência de “falar demais”, Healy não mostrou sinais de que abrandaria as suas palavras, e disse recentemente que a banda pop-rock 5 Seconds of Summer não é nada mais que uma moda passageira fabricada.

“Uma das coisas que eu amo sobre o The 1975, e que percebi recentemente, é que somos meio que essa banda de porta de entrada. Bandas de “porta de entrada” costumavam existir, mas normalmente eram meio merdas… você sabe, bandas que ficaram entre a cena verdadeiramente alternativa e o mercado mainstream. Uma banda flexível e fácil para as crianças fazerem a transição entre Backstreet Boys e a porra do Cannibal Corpse ou o que quer que seja”, Healy disse durante um perfil profundo para a MTV, publicado hoje (22 de junho).

“Com a gente, é claro que vamos ter [um público] com muitas crianças que gostavam, sei lá, de 5 Seconds of Summer. Eles entram [nesse público] e percebem: eu posso ficar aqui. Eu posso crescer com essa banda. Essa não é uma moda passageira. Esse não é o Backstreet Boys. Não estão mandando vocês gostarem de nós.”

Apesar do fato de a 5SOS compor a maioria das suas músicas, a referência feita por Healy sobre a banda é mais para invocar a ideia da música pop fabricada e com pouco significado – um aspecto da atual cena do pop sobre o qual ele tanto discute.

“As razões pelas quais fazemos tantas referências aos anos 80 não são determinadas bandas ou músicas específicas. É porque essa era uma época em que a música pop não estava tão sobrecarregada com auto-consciência, medo e cinismo”, disse ele. “Eu sei que a música pop existiu onde [haviam] álbuns como “So” do Peter Gabriel e “Tango in the Night” do Fleetwood Mac – álbuns maravilhosos que quase puderam ser considerados como favoritos do mercado, mas também como trabalhos de credibilidade e com visão de futuro.”

“Isso realmente não existe mais tanto”, Healy continuou. “A música pop agora, se faz sucesso nas paradas, é manchada com falta de credibilidade, ou uma sensação de algo do tipo. Porque, justamente, existe muita merda e as pessoas não sabem do que podem gostar. É realmente difícil conseguir ver o que é uma expressão genuína e o que é apenas uma declaração comercial na música pop. O lance com a música pop, para mim, a única pergunta que eu me permito fazer é: então, você acredita nisso [que está ouvindo]?”

Então ele não acredita na 5SOS?

Vá direto para o site da MTV para conferir a entrevista completa de Healy, onde ele fala sobre a enorme base de fãs feminina do The 1975, suas pretensões e seus sentimentos com relação a internet.

Fonte: Pop Crush
Tradução/Adaptação: Equipe 5SOS Brasil

26/06/16 | Notícias , Traduções
Compartilhe esse post:
Você pode gostar de ler também

Deixe seu comentário



Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.



Atualizações da galeria